Riscos de transmissão do coronavírus segundo o CDC?

Essa mensagem que vem circulando pelas redes é parcialmente falsa, saiba por quê:

Verificamos a mensagem e de #FATO a fonte citada na notícia existe, contudo a orientação da CDC que consta nesta página é com relação apenas à transmissão do coronavírus. Confira as análises ponto a ponto:


- O vírus se espalha facilmente entre as pessoas

  1. A transmissão do vírus causador da COVID-19 se dá entre pessoas que estejam em contato próximo (menos de 2 metros de distância uma da outra);

  2. Através de gotículas eliminadas por pessoas infectadas ao tossir, espirrar ou falar;

  3. Essas gotículas podem cair e parar na boca, nariz ou serem possivelmente inaladas;

  4. O vírus pode ser transmitido por pessoas que não apresentam sintomas.

A página também relata que as informações da pandemia de COVID-19 em andamento sugerem que esse vírus está se espalhando mais eficientemente que a gripe, mas de forma menos rápida que o vírus do sarampo, que é altamente contagioso. Em geral, quanto maior frequência e o tempo que uma pessoa interage com outras, maior é o risco de disseminação do COVID-19.


- O vírus pode se espalhar de outras formas, não somente pelo contato próximo entre as pessoas

Pode ser possível que uma pessoa possa adquirir a COVID-19 tocando em uma superfície ou objeto com o vírus e, em seguida, tocando sua boca, nariz ou possivelmente os olhos. Não se acredita que essa seja a principal maneira como o vírus se espalha, mas ainda precisam ser realizados mais estudos para entender melhor como o vírus espalha.


- O vírus se espalha entre animais e pessoas


Atualmente, o risco de COVID-19 se espalhar de animais para pessoas é considerado baixo. Parece que o vírus que causa o COVID-19 pode se espalhar de pessoas para animais em algumas situações. O CDC está ciente de um pequeno número de animais de estimação em todo o mundo, incluindo cães e gatos, que estão infectados com o vírus que causa o COVID-19, principalmente após contato próximo com pessoas com COVID-19.


- A página também orienta quanto à proteção individual para reduzir a propagação do vírus

  1. Mantenha uma boa distância social (cerca de 2 metros). Isso é muito importante na prevenção da propagação do COVID-19;

  2. Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não houver água e sabão, use um desinfetante para as mãos que contenha pelo menos 60% de álcool;

  3. Limpe e desinfete rotineiramente as superfícies que são frequentemente tocadas;

  4. Cubra a boca e nariz com um pano quando estiver perto de outras pessoas.


Com relação ao conteúdo da notícia podemos analisar vários pontos dela que a torna uma #FAKE!, vamos lá:

  1. Ainda não se sabe o grau de risco de transmissão do vírus pelas superfícies;

  2. Para se realizar atividades ao ar livre, por exemplo, uma pessoa que está correndo, um estudo mostrou que a distância percorrida pelas gotículas que as pessoas expiram podem chegar a 10 metros de distância, dependendo da força e direção do vento. Por isso, recomenda-se manter uma distância segura entre as pessoas durante essa situação;

  3. Ainda não se sabe quantas partículas virais são liberadas por uma pessoa infectada pelo coronavírus. Além disso, ainda não se sabe também quantas partículas virais são necessárias para que uma pessoa contraia a doença. Contudo, quanto maior o tempo e a frequência com que uma pessoa permaneça com uma infectada, maiores as chances de contrair a doença;

  4. Além disso, sabe-se que a quantidade de vírus em uma pessoa infectada pelo coronavírus é maior no início da doença e que esta pode transmitir com mais facilidade o vírus neste período;

  5. Com relação a quantidade de partículas virais, um estudo mostrou que o número de partículas virais emitidas durante a fala variam e podem chegar até 100.000 por minuto de fala. Dados mostram que a tosse é capaz de liberar cerca de 3.000 gotículas, enquanto um espirro, cerca de 30.000.

Por Marina Caçador Ayupe em 04/07/2020.


Fontes:


[1] Centro de Controle e Prevenção de Doenças. Disponível em: <https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prevent-getting-sick/how-covid-spreads.html>


[2] Portal UNA-SUS. Disponível em: <https://www.unasus.gov.br/especial/covid19/markdown/191>


[3] SARS-CoV-2 viral load and the severity of COVID-19. CEBM, 26 de mar de 2020. Disponível em: <https://www.cebm.net/covid-19/sars-cov-2-viral-load-and-the-severity-of-covid-19/>. Acesso em: 04 de mai de 2020.


[4] BLOCKEN, B. et al, Towards aerodynamically equivalent COVID19 1.5 m social distancing for walking and running. Preprint. Disponível em: <http://www.urbanphysics.net/Social%20Distancing%20v20_White_Paper.pdf>


[5] STADNYTSKY, V. The airborne lifetime of small speech droplets and their potential importance in SARS-CoV-2 transmission. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 117, n. 22, p. 11875-11877, 2020. DOI: 10.1073 / pnas.2006874117


[6] The Risks – Know Them – Avoid Them. Erin Bromage, 20 de mai de 2020. Disponível em: <https://www.erinbromage.com/post/the-risks-know-them-avoid-them>.

23 visualizações

COVID Verificado

Teremos um enorme prazer em tirar as suas dúvidas!

Escreva para nós!

  • Branco Facebook Ícone
  • Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Você tem alguma dúvida sobre o COVID-19? 

arrow&amp;v
arrow&amp;v
O COVID Verificado faz parte da 
entidades-criam-a-rede-nacional-de-comba
Assine